terça-feira, fevereiro 08, 2011

Filmes musicais que valerão a pena

O tão esperado filme baseado no épico das rodinhas de violão "Faroeste Caboclo", escrito por Renato Russo em uma sentada para sujar a louça, vai sair ainda este ano, estrelando dois atores relativamente vindos do nada e a revelação Kodak em 1 Hora Ísis Valverde. Como a criatividade dos cineastas parece ter acabado e agora todos os filmes são remakes, sequências e adaptações de livros, jogos, quadrinhos e agora canções, o Ouse Ser Idiota sugere algumas musiquinhas que seriam grandes sucessos de bilheteria sem fazer nenhuma força.


- "Vital e Sua Moto", de Daniel Filho
Vital (Marcelo Adnet) é um rapaz que mora na casa dos pais e não aguenta mais andar de ônibus cheirando sovacos alheios. Quando consegue uma graninha extra, compra uma motoca e sai por aí destruindo retrovisores dos incautos motoristas. O filme se desenrola durante a viagem de Vital até a capital, onde os Paralamas do Sucesso iam tentar tocar. Muitas confusões quando Vital tenta comer sua prima (Bianca Rinaldi), que já estava no local.

- "Homem na Estrada", de José Padilha
Pedro Paulo (Lázaro Ramos) finalmente se vê livre da cadeia. Resolve recomeçar sua vida, esquecendo seus dias de crime. Ao chegar na favela, vê que todos seus amigos ainda estão naquela vida, cometendo delitos e usando drogas. Convivendo com a violência e o preconceito, acaba mais furado que queijo suíço. Com participação de José Luiz Datena.

- "Puteiro em João Pessoa", de Sady Baby
A estreia de Sady no cinema comercial mostra a história de Dudu (Pe Lanza), que em uma festa de família, é convencido por seus primos Augusto (Kayky Britto) e Berssange (Caio Blat) a visitar um prostíbulo muito conhecido. Lá, ele vive uma noite de loucuras com a prostituta mais feia do cabaré (Regina Casé).

- "Abre Essas Pernas", de Fauzi Mansur
O cinema volta a fazer pornochanchadas em 2011. Neste filme, um homem (Antônio Fagundes) tenta convencer uma garota mais nova (Carol Castro) a ir para a cama com ele. A garota, conhecida por dar mais do que chuchu na serra, não concorda com a ideia... a menos que seja bem remunerada.

- "Bagulho no Bumba", de Felipe Joffily
Comédia que conta como um baseado perdido vai parar dentro de um ônibus e causa as maiores confusões. Com Bruno Mazzeo, Gregório Duvivier, Daniela Calabresa, Fábio Rabin e grande elenco.

- "Ela Roubou Meu Caminhão", de Selton Mello
Selton Mello dirige e estrela a história de um ex-presidiário que tem seu bem mais precioso levado por sua amada (Alessandra Negrini): seu caminhão. O filme conta a tortuosa vida do rapaz na cadeia, quando tatuava o nome da piranha com caneta e agulha na cela, enquanto ela fazia orgias dignas de Calígula em sua casa.

- "Natasha", de Anna Muylaert
A história de Natasha (Deborah Secco), que aos 17 anos, larga tudo, veste uma roupa de piranhuda e vai viver a vida de piranhuda. O filme de 2h30 de duração mostra ela dançando enquanto o mundo acaba, em uma linguagem poética e chata para caralho. Participação especial de Djavan como pneu de carro que canta tchururu tchuru tchururu.

- "Marvin", de Fernando Meirelles
Fernando Meirelles conta a conhecida história de Marvin, que perde o pai, depois a mãe e só se fode na vida. Com Fiuk como Marvin, Wagner Moura como seu pai de grande coração, Camila Pitanga como sua mãe, o grupo Banana Mecânica (ex-Hermes e Renato) como seus irmãos e Luiz Fernando Guimarães como frango, a única carne que Marvin via.

- "É o Tchan", de Eliana Fonseca
A diretora de "Eliana e o Segredo dos Golfinhos" volta aos cinemas com "É o Tchan". O filme é um épico que mostra como Carlinha (Mulher Pêra) se envolve com um mau elemento (André Marques) em um estranho jogo de sedução, intriga, sexo e boquinhas da garrafa. Estrelando Livian Aragão como resultado depois dos nove meses.


E aguardem: em 2012, muito mais filmes, como "Tremendo Vacilão", "Eguinha Pocotó", "Diário de Um Detento", "O Pão da Minha Prima" e o épico "Florentina", indicado ao Oscar de melhor deputado!

quinta-feira, fevereiro 03, 2011

Complete os espaços

Olá, amiguinhos! Sim, o Ouse Ser Idiota é como o Jason e volta pelo menos uma vez por ano para te assombrar com mais divagações imbecis que passam pela minha mente. Hoje, vamos falar um pouquinho sobre músicas babacas e fãs que se acham no direito e completá-las.

Eu explico. Você deve conhecer algumas músicas que, ao vivo, ganham a indefectível participação da plateia. Como os "ô-ô-ô-ô" no começo de "Fear Of The Dark", do Iron Maiden, ou os "ôôôôô" no refrão de "Pobre Paulista", do Ira!. Isso é bacana, promove uma interação legal entre músicos e plateia e agita o show.

Porém, existe uma forma maligna de participação da plateia: a "frasezinha que completa". Uma parte da letra que não está no CD, não foi escrita pela banda e que os músicos odeiam que sejam cantadas, mas que a multidão acha engraçadíssimo gritar nos shows. Entendeu? Não? Seguem alguns dos piores exemplos de músicas que ganham complementos. Entre parênteses, fica o que os renomados menestréis da plateia gritam a plenos pulmões. Sigam-me os bons.

- Kid Abelha - "Pintura Íntima"
A canção pop açucarada dos anos 80 da trupe de Paula Toller foi sucesso em todo o Brasil. E todo mundo sabe: o que é sucesso ganha paródias e versões. Nesse caso, algum gênio do humor conseguiu deixar a musiquinha mais "divertida" para ser cantada no recreio da 3ª série.

"Fazer amor de madrugada
(Em cima da cama, embaixo da escada)
Amor com jeito de virada
(Primeiro a patroa, depois a empregada)"

- Skank - "É Proibido Fumar"
O Skank reinventou o clássico do rei perneta Roberto Carlos com uma levada meio Apache Indian, lembrando o sucesso "Boom-Shak-A-Lak". O problema é que a versão chamou a atenção dos adolescentes, que resolveram deixar explícito o que ficava sutilmente subentendido na letra original. Porque duplo sentido é coisa de velho.

"É proibido fumar
(MACONHA)
Diz o aviso que eu li"

- Tchakabum - "Olha a Onda (Tesouro de Marinheiro)"
Baixei o nível aqui, mas foi necessário. Essa tem um dos exemplos mais clássicos de complemento feito por plateia. No caso, a massa enfurecida busca denegrir a imagem da garota citada nessa contagiante canção dos anos 90. E eu aposto que você sabe a coreografia dessa porra de cabo a rabo. Ah, e eu descobri esse subtítulo agora.

"Olhou o seu rostinho
(Cara feia!)
Olhou a barriguinha
(Barriguda!)
Olhou o seu pezinho
(Que chulé!)
Olhou todo o corpinho, deixe que eu vou te enxugar"

Lembra de mais alguma babaquice do tipo? Eu tenho certeza que existem mais...

sexta-feira, setembro 03, 2010

O meteoro do Luan Santana

Olá, amiguinhos. Estava cá eu com meus botões e alavancas quando não menos que de repente me veio na cabeça a canção "Meteoro", do fenômeno adolescente heterossexual (que diz adorar mulher assim como Junior Lima) Luan Santana. O refrão dessa música é pegajoso como chiclete de piche no inverno quente paulistano. Resolvi então ouvir a música inteira (não, eu nunca ouvi inteira) e analisar essa bela letra para vocês, queridos 3 leitores. Vamos lá nos torturar?

"Meteoro", by Luan Santana

"Te dei o sol, te dei o mar, pra ganhar seu coração"
Primeiramente, Luan, você não é o Darkseid ou algo assim para conseguir dar o sol e o mar para seu interesse sexual. Seja prático e dê um lance no leilão de César Menotti. Ele tá precisando.

"Você é raio de saudade, meteoro da paixão"
Novamente com essas comparações: primeiro pegou o sol e o mar, e agora vem com um meteoro de paixão. Um meteoro de pégasuuuuuuuuuuus seria mais eficaz.


"Meteoro não, Aerolito! Ae-ro-li-to!"

"Explosão de sentimentos que eu não pude acreditar, ah! Como é bom poder te amar"
Muito bélico você, hein, Luan. Raios, meteoros, explosões. Essa música podia ser trilha d'Os Mercenários. Faltaram uns tiros e amor e facadas de emoção.

"Depois que eu te conheci fui mais feliz, você é exatamente o que eu sempre quis"
Tenta mais, moleque. Você consegue fazer uma rima melhor do que "feliz" com "quis". Faltou rimar com "nariz" pra ficar coisa de aluno da 2a série.

"Ela se encaixa perfeitamente em mim, o nosso quebra-cabeça teve fim"
Se teve fim, então terminou, né? Pode terminar a música então. Chega.

"Se for sonho não me acorde, eu preciso flutuar"
E se não for sonho? Daí pode te acordar? Mas se não é sonho, você não estaria dormindo, estaria? Confuso.

"Pois só quem sonha consegue alcançar"
Ou seja, quem sonha fica mais alto.

"Te dei o sol, te dei o mar pra ganhar seu coração"
Megalomania novamente.

"Você é raio de saudade, meteoro da paixão"
Me dê a sua força pégasuuuuuuuuuuuuusss... talvez um pó de diamante da ilusão em um próximo sucesso, que tal? Eu ligo pro teu empresário, aguarde.

Meteoro da paixããããããããããão...

"Explosão de sentimentos que eu não pude acreditar Ah! Como é bom poder te amar"
É, eu tinha entendido da primeira vez.

"Depois que eu te conheci fui mais feliz, você é exatamente o que eu sempre quis"
É, eu tinha entendido da primeira vez. Continua ruim.

"Ela se encaixa perfeitamente em mim, o nosso quebra-cabeça teve fim"
Com encaixa ele está se referindo ao catraco, ao furunfo, à foda propriamente dita? Olha o Luan aê ó.

"Se for sonho não me acorde, eu preciso flutuar"
"Pois só quem sonha consegue alcançar"
Repetitiva essa música, né?

"Te dei o sol, te dei o mar Pra ganhar seu coração
Você é raio de saudade Meteoro da paixão
Explosão de sentimentos Que eu não pude acreditar Ah! Como é bom poder te amar"
Puta que me pariu, outra vez?

"Tão veloz quanto a luz pelo universo eu viajei"
Aê, Surfista Prateado do sertanejo universitário!

"Vem me guia me conduz que pra sempre te amarei ..."
Eis que a música dá uma reviravolta e vira gospel! Aleluia, Jeová!

'Até te guio, Luan, mas teu amor eu dispenso. Pode pagar em cash?'

"Te dei o sol, te dei o mar Pra ganhar seu coração
Você é raio de saudade Meteoro da paixão
Explosão de sentimentos Que eu não pude acreditar Ah! Como é bom poder te amar"

"Te dei o sol, te dei o mar Pra ganhar seu coração
Você é raio de saudade Meteoro da paixão
Explosão de sentimentos Que eu não pude acreditar
Ah! Como é bom poder te amar
Ah! Como é bom poder te amar"
E repita quantas vezes for necessário após o enxague.

sexta-feira, agosto 20, 2010

A genialidade do rock brazuca dos anos 90

Alrighty then, queridos 3 leitores que ainda passeiam por essa joça. Vocês com certeza conhecem a família Restart, a matilha banda Cine e a esquadrilha NXZero, pragas dos anos 00 (anos 2000? Anos 10? Sei lá, dessa década inominada em que vivemos). E com certeza ficam reclamando que nem puta sem KY quando ouvem as musiquetas dos moleques, dizendo que "no seu tempo era bem melhor", que "os letristas eram geniais", que "as músicas tinham mais conteúdo", que "vendiam mais porque eram fresquinhos". Será mesmo? Será que os crássicos da minha adolescência (no caso nos anos 90, lar de Ace of Base e Scatman John) eram tão geniais quanto Dostoiévski dando cambalhotas?

Eis aqui alguns exemplos de como nossa adolescência foi incrivelmente genial como o Pica-Pau:


Banda: Catapulta
Música: "Puêra"
Ápice das sinapses em fúria: "A realidade é que samba-reggae e acarajé / já não me basta eu quero ver negão escancará / entrá de cabeça fudendo, rasgando e quebrano / pracatum, pracatá"
Análise morfológica: O poeta nesse momento exprime todo seu pesar quanto ao momento em que a música samba-reggae e o alimento acarajé já não lhe basta para aliviar a entrada do pênis latejante de um afro-brasileiro em sua circunferência anal, causando danos, rasgos e fodendo a porra toda.
QI do poeta: 252


Banda: Ostheobaldo
Música: "Arrasa Quarteirão"
Ápice das sinapses em fúria: "Essa criola ta querendo entrar na minha / E a minha ta querendo entrar nessa neguinha / Essa neguinha ta querendo entrar na minha /
E a minha ta querendo entrar nessa criola
"
Análise morfológica: O poeta mostra com simplicidade e carinho a vontade e ímpeto que existe de que seu ser penetre nos glúteos de uma senhorita que bombardeia pequenas áreas habitadas da cidade. Curiosidade: a banda mais tarde se tornou o não menos poético Tihuana, com toda sua maravilhidão.
QI do poeta: 240


Banda: Tianastácia
Música: "Cabrobró"
Ápice das sinapses em fúria: "Ouvi falar loucura vem de berço / Camarão bom é nascido em cabrobó / A bebida é coisa que vira cirrose / E o cérebro derrete quando alguém cheira loló"
Análise morfológica: O sinuoso poeta traz ao mundo toda sua pesquisa científica sobre os camarões nascidos na província de Cabrobró, na China setentrional. Também discorre sobre os perigos de se deixar uma bebida ao relento e ela se tornar uma doença de fígado por si só e os danos que a cheiração de cu podem causar.
QI do poeta: 885


Banda: Maskavo Roots
Música: "Djorous"
Ápice das sinapses em fúria: "Vou tomar um Djorous / Vou tomar um Djorous / Vou tomar um Djorous / Vou tomar um Djorous / Djorous / Djorous / Vou tomar um djorous / Djorous time"
Análise morfológica: Ele vai tomar um Djorous. Não me pergunte o que é Djorous. Espero que seja cerveja, ou algo do tipo, mas pode também ser água, gasolina, porra de macaco, óleo de cozinha...
QI do poeta: 171


Banda: O Surto
Música: "A Cera"
Ápice das sinapses em fúria: " Eu tava ali / Ela também, ela também estava ali /
Tava parada e olhando para mim / A conversar com um chegado bem do meu lado / Me encorajando a chegar junto dela / Fala pra ela sobre a minha intenção / Antes que esqueça pois pirei meu cabeção [...] Um rosto lindo e um sorriso encantador /
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção [...] Que ela era show /
E o piercing dela refletia a luz do sol
"
Análise morfológica: Eu odeio essa música com todas as forças, então permito-me uma abstenção de análise dessa que é uma das obras-primas da genialidade rock pós-Charlie Brown Jr. e sua poesia que veio de Santos, anda de skate, injeta o mesmo na veia e berequetepá tcharroladrão.
QI do poeta: 12345

Se quiserem sugerir mais pérolas da poesia moderna cunhadas por gênios da arte do compor nessa década que é de retomada da música roque nacional, estamos abertos (mas com jeitinho, hein) a fazer um novo post do tipo.

quarta-feira, agosto 11, 2010

A popular musiquinha do Sílvio Santos é plágio!

iPois é, amiguinhos, meu mundo caiu. Eu já sabia muito bem que Seo Sílvio Santos adorava usar a máxima de que nada se cria e tudo se copia, é só ver a Casa dos Artistas, o Roda a Roda Jequiti, muitos quadros do Programa Sílvio Santos... enfim, Seo Sílvio sabe muito bem adaptar o que vem de fora para caber na programação do SBT.

E quando eu digo Sílvio Santos, imediatamente deve vir na capeça de todos vocês uma velha canção que embalou muitos Shows de Calouros, o crássico "A Sônia Lima la, lararara rara lararara lararara..." Essa daqui:



Clássico, né. Seus olhos lacrimejaram, você se encheu de emoção e lembrou dos bons sábados na frente da TV vendo o Sérgio Mallandro exercitar toda sua jovialidade e habilidade com drogas? Pois é, mas essa canção TAMBÉM é das coisas que Seo Sílvio surrupiou e adaptou. Sim, por isso meu mundo caiu... Vejam o refrão de "Those Were The Days", da Mary Hopkin, e percebam a semelhança. Triste...



(dica do mestre Sérgio Martins)

terça-feira, agosto 10, 2010

Jesus Cristo é o fodão

Hoje estava no carro com minha menina Dri e vimos um carro com aquele adesivão da Bola de Neve Church, com os dizeres "In Jesus We Trust". Logo à frente, um carro com um adesivinho daquele de peixe com "Jesus" escrito. Um pouco depois, um carro com dois adesivos do Smilingüido, a formiguinha evangélica (pra mim é um carrapato, mas enfim): "Jesus te ama" e "Deus é fiel" (a Dri colocou uma boa questão: você preferia Jesus, que te ama, ou Deus, que é fiel? Difícil essa). E por fim, o adesivo-mor dos carros dos carolas: "Dirigido por mim, guiado por Deus". Esse é ótimo para usar quando chamar o seguro.

"Eu tava dirigindo, mas Deus que tava guiando! Culpa dele!"

Por essas eu outras eu comecei a pensar: se a Bola de Neve pode ter um nome desses e um púlpito de prancha de surf, porque eu não começo minha própria religião e ganho um troco por fora para pagar o aluguel, fazer as compras do mês, tomar uns goró e ainda sobrar pra jukebox do Bar do Bahia? Por isso, meus queridos amigos e futuros fiéis, é que eu resolvi fundar a...

Igreja Mundial Jesus Cristo é o Fodão

Afinal, eu não sou surfista pra ser da Bola de Neve, não sou carola pra ser católico praticante e não sou babaca de dar meu suado dinheirinho pro pastor repassar pra Jesus. Então, se eles podem ter um púlpito de surf, eu posso inovar e fazer uma religião agradável à todos. Venha comigo:

Linguagem - Na Igreja Mundial Jesus Cristo é o Fodão, você pode falar palavrão o quanto quiser. Afinal, Jesus não falava português e não vai entender porra nenhuma mesmo. E acho que o adjetivo melhor para descrever o cabeludo é fodão, já que ele fazia milagres, água virar vinho, pão virar peixe, cegos voltarem a enxergar, o brochas voltarem a foder, as hemorróidas se recolherem e mais que isso, conseguia andar para lá e para cá com 12 barbudos e não ser tachado de gay. Isso sim é um cara foda para caralho e merece todos os palavrões do mundo para demonstrar sua grandeza.

Cultos - Em nossos cultos, no lugar das chatíssimas músicas gospel teremos uma jukebox instalada, para que os fiéis consigam escolher a canção que mais lhe agrada. Importaremos a jukebox da internacionalmente conhecida Rua Augusta. A jukebox vinda diretamente do Bar do Bahia terá ecletismo ímpar, trazendo de Pantera a Aviões do Forró, passando por Chico Buarque, Bob Dylan, Lindomar Castilho, Raimundos e Tião Carreiro e Pardinho. Além disso, nos cultos não haverão longuíssimos e intermináveis sermões, já que aquilo é chato pra cacete e dispersa todo mundo. Nem vamos ficar falando muito de Jesus e sua fodelança, já que o cara tá na dele e é pecado ficar falando pelas costas.

Rituais - Porém, mesmo sem a malice dos sermões, ainda teremos os rituais sagrados da hóstia e do vinho. Com pequenas alterações: no lugar da rodinha de pão que gruda no céu da boca, teremos uma rodela generosa de bacon. Sim, bacon. Afinal, se o negócio é o corpo de Cristo, tem que ser gostoso pra cacete, concordam? Vinho para quem quiser, e teremos as opções cerveja e Coca- Cola. E não será só uma vezinha: o culto vai ser open bar, pra quem quiser encher a cara de Cristo! Porém, não será de bom tom vomitar Cristo na casa do Senhor. Quem puxar um gorfo e devolver Cristo será excomungado. Pelo menos até o próximo culto, já que a maioria dos fiéis não se lembrará de nada e estará com a chamada "ressaca divina", em que rezarão para que Jesus faça o milagre da renovação para um novo culto.

Dízimo - Como ninguém é de ferro, a igreja vai precisar de uma graninha. Pra se sustentar, sustentar minha família, sustentar a família dos meus amigos, e sustentar esse desejo incrível que tenho de viajar pelo mundo com tudo pago bebendo e comendo do bom e do melhor. Por isso, teremos assaltantes passando a cada 15 minutos pelo culto facilitando a entrega do dízimo, com furtos sem que você ao menos se toque que contribuiu para o retorno de Jesus à Terra. Se o cara voltar, eu vou precisar de grana pra receber com uma puta festa, certo? Você sentirá uma leveza na alma e no bolso, e terá a certeza que me ajudou a aumentar esse impéri... digo, essa grande maravilha que é a igreja Jesus Cristo é o Fodão.

E aí, quem ajuda a começar essa empres... digo, este trabalho social buscando a elevação espiritual?

quarta-feira, agosto 04, 2010

Too tough to die

Pois é, esse blog é como o José de Alencar: pode ficar por um fio, mas não morre nunca. E esse é outro (provável) renascimento do blog mais ideota que existe e não se utiliza daqueles mesmos vídeos e imagens que todos blogs de humor repetem. Sim, o Ouse Ser Idiota tenta ser original sempre!

Vou tentar (ouçam bem, eu disse TENTAR) postar aqui com mais frequência, já que a idiotice nunca pára, e material para novos posts é o que não falta!



Welcome back!

sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Como fazer um reality show com celebridades

Quantos reality shows enchem nossa cabeça durante o ano, não? Hoje, temos o BBB 10, a Fazenda 2, Solitários, entre outros menos cotados. E todos têm o mesmo problema: o elenco água com açúcar. O telespectador brasileiro não sabe assistir reality e elimina qualquer um que dê graça na casa. Theo Becker xingou até a própria sombra em "A Fazenda" e logo saiu fora. A @twittess Tessália falava mal de tudo e todos com a boca cheia e foi expulsa com 78% dos votos. E depois que o vilão sai, o que o "herói" faz? Fica na piscina falando bilolas que não interessam para ninguém. E a audiência cai.

As emissoras precisam pensar melhor em seus casts de reality show. Estão escolhendo muito povo de sunguinha e biquíni defunto que ficam só andando pra lá e para cá e poucos vilõezinhos, o que realmente dá graça no negócio. Pra ver bunda existe o Redtube, gente. Reality show, principalmente com celebridades, é pra ver briga, intriga, frases geniais e etc. Lembram de Supla e Frota na Casa dos Artistas?

Para vocês, SBT e Record, seguem minhas sinceras sugestões de quem pode ser chamado para "A Fazenda 3" e "Casa dos Artistas X" (não lembro o número), caso vocês queiram um reality show REALMENTE divertido.

Homens:




Sérgio Mallandro - Serginho Mallandro vai ser a alma da casa. Pode entrar em abstinência lá dentro e surtar, mas promete encher o saco de todo e qualquer habitante com seus "Ié ié", "Glu glu" e "Piu piu".

Ary Toledo - O piadista Ary pode ser muito engraçadão no palco, mas fora dele é um notório ranzinza. Além de contar suas piadinhas, dará patadas de graça em todo mundo, especialmente nas mulheres.

Júnior Lima - O quase esquecido ex-SandyeJúnior pode tentar reativar sua carreira com uma participação em um programa do tipo, e talvez também provar sua masculinidade duvidosa.

Rafael Ilha - O campeão de rehabs brasileiro é um coringa no jogo. Pode agir como um pastor evangélico ou sair comendo a mobília. De qualquer forma, promete bons momentos. Cantará sucessos como "Dá Pra Mim".

Gil Brother - Ex-morador de rua e ex-Hermes e Renato, trará as melhores frases do programa. É necessário tomar cuidado com facas e objetos cortantes perto dele. Pode ajudar na cozinha fazendo tentativas de delícia.

Latino - O equivalente ao Supla em "Casa dos Artistas". Pegará alguma das mulheres da casa e ensinará belas poesias de sua autoria a todos da casa. Provavelmente irá compor durante o reality, produzindo mais uma pérola musical.

Cumpadi Washington - Monossilábico, ficará conhecido por pontuar todas as conversas com "Tchan! Tchan!", "Ordináááááááária", "Dudududududupááááá" e "Eu gostcho muitcho!"

Oliver - O mestre Oliver foi escolhido para ser o sedutor da casa. Ficará com todas as mulheres (e eu quero dizer TODAS), causando intrigas e discussões.

Liminha - O cheiradão ajudante de palco do Domingo Legal fará o que sabe fazer melhor: encher o saco e ser irritante sem precisar abrir a boca.

Vampeta - A bigoduda mistura de Vampiro com Capeta entrou por ser o mais retardado jogador de futebol brasileiro. Depois das cambalhotas no planalto, não duvido de nada que venha deste homem.

Mulheres




Stephany - Ela é linda, absoluta e sem a menor noção. Stephany foi cotada para "A Fazenda 2" mas acabou não entrando. Provavelmente será uma das primeiras eliminadas, mas gerará pérolas inesquecíveis antes disso.

Vivi Fernandez - Ex-Mallandrinha e (ex-)atriz pornô, a Vivi só foi escolhida para gerar briga com Sérgio Mallandro e para ficar de bunda para cima nas horas vagas, para dar audiência.

Sabrina Boing Boing - Qualquer emissora que faça um reality exige a presença de uma loira peituda sem cérebro. Sabrina Boing Boing faz o requisito.

Mônica Mattos - A mais popular atriz pornô brasileira já fez sexo com homens, mulheres, anões, velhas, cavalos. É o nome que mais gera buscas para esse blog. E deve alavancar a audiência como ninguém. Não usará edredon durante as cenas quentes, mudando o horário do programa para depois das 00:00h.

Thammy Gretchen - A(O) filha(o) da Gretchen promete dar em cima de todas mulheres da casa, disputando com Oliver o prêmio de pegadora da casa. Falará abobrinhas e andará com Cumpadi Washington.

Mara Maravilha - Mara foi escolhida por ter virado evangélica. Se escandalizará com quase tudo que acontecerá na casa e ficará enchendo a paciência dos participantes com sermões intermináveis. Nunca entrará na piscina e tomará banho de saia jeans.

Mallu Magalhães - Sua participação será assim, meio azul... amarela... colorida... meio flicts.

Roberta Close - A infiltrada do time dos homens mostrará que mesmo tendo mudado de sexo faz tempo, continua sem sal nem açúcar.

Preta Gil - Fará uma panelinha com Stephany e criará os maiores barracos do programa, brigando por qualquer coisa que aparecer. Acabará eliminada por dar um bofete em Sérgio Mallandro.

Palmirinha Onofre - Se lamentará pela ausência de seu parceiro Guinho no programa, falará com as paredes e dará em cima de Ary Toledo. Pode tentar consertar as tentativas de delícia de Gil Brother. Provável campeã do programa.

Menções honrosas


ET - O recém-falecido companheiro de Rodolfo seria o freak do programa, e provaria ser mais engraçado que Ary Toledo. Se participasse, poderia pegar Monica Mattos (que já conhece bem a anatomia de um anão) e ser o campeão do programa.

Leila Lopes - A maluquete ex-Global seria a fonte das melhores frases do programa inteiro. Mas pelo que vimos, poderia rolar o primeiro suicídio dentro de um reality show. Bad.

terça-feira, dezembro 29, 2009

Discos ruins que são (nada) bons: Baba Cósmica - Gororoba

Olá, amiguinhos! Sim, meu último post foi em setembro, mas acho que quem lê esse blog está mais que acostumado com grandes hiatos entre um post e outro. Nesse retorno, vou trazer para vocês uma coluna que talvez dure aqui no Ouse Ser Idiota: discos ruins que eu já tive e furei de tanto ouvir, mas hoje não ouço ou até me livrei. Pra que fazer isso? Porque esses discos, de uma forma ou de outra, moldaram meu gosto musical e até algumas piadinhas recorrentes que percorrem meu cérebro, e se eu forçar, posso cantar quase todas as músicas dessas obras. Então, vou compartilhar esses momentos adolescentes com vocês, leitores abandonados.

O disco de hoje é um dos primeiros que eu ganhei na vida, depois do dos Mamonas Assassinas, e até tem uma certa relação com eles: Senhoras e senhores, eu vos apresento Gororoba, da famigerada banda Baba Cósmica.





Track List:
1.De Jeito Nenhum
2.Analbafeto
3.Sábado de Sol
4.O Lobo Mau e A Vovozinha
5.Vara Curta
6.Meu Primeiro Amor
7.Mato
8.Maricota
9.Uma Pedra No Meu Caminho
10.Os Porco
11.Mocoronga

Download - http://www.megaupload.com/?d=X28ZC3JT

O disco tem rimas bestinhas, besteirol adolescente, revolta de boyzinho e a famigerada "Sábado de Sol", que os Mamonas fizeram questão de transformar em hit nacional. Tem vários refrões que grudam na cabeça, cortesia da trupe galera do fundão de Rafael Ramos, hoje em dia produtor de 9 entre 10 discos que você conhece do rock nacional que preste. Os outros são do Rick Bonadio.

Rimas pobres como "Ficam na cadeira esquentando a sua bunda/ E passam pro fulano e pro ciclano a sua culpa" e "Eu tava no banheiro na maior sensação/ Fazendo justiça pelas proprias mãos" lembram quando você estava naquela excursão da 7ª série cantando aos brados batendo no teto do ônibus. Ouvi esse CD até riscar aos 12 anos. Aos 13, vendi. Hoje em dia, a nostalgia bate, então dá pra ouvir só pra relembrar os velhos tempos... Copiem, ouçam, lembrem da adolescência nos 90 e depois deletem. Considerem como meu presente de Natal.

Feliz Natal e ótimo 2010!

quarta-feira, setembro 09, 2009

O supra-sumo da música



Você, que já prestou vestibular, sabe bem como é: normalmente são 10 ou 15 livros que vão cair (ou não) na prova, e você é obrigado a ler em pouco mais de 6 meses para talvez assim entrar em uma universidade que (fora Letras e cursos afins) nunca mais vai citá-los, nem en passant. O que você faz? O que seu pai fez? O que todos fizemos, nesse momento tão árduo? Lemos os resumos! Afinal, se você não vai ler por prazer, pra quê perder tempo?

Aí veio o twitter, resumindo mais ainda nossa vida: 140 caracteres para você dar seu recado, conseguir seguidores, e se for muito bem sucedido, cobrar um cascalho por tweet. Pra quê longos posts em blog se você pode resumir tudo em uma frase? (Aliás, siga-me!)

Eis que eu, concordando plenamente com o diretor da Mix FM que certa vez disse que o ouvinte "não quer ouvir o solo da música, por isso cortamos", venho nesse post resumir canções em apenas uma frase. Assim, você não precisará mais prestar atenção em letras, rimas, poesias e toda essa baboseira intelectual! Vamos direto ao assunto!

"Tanto Amar" - Chico Buarque: Ele estava tão apaixonado, que achava linda a sua vesga.

"Faroeste Caboclo" - Legião Urbana: Nordestino migrante mata traficante em subúrbio da capital.

"Bohemian Rhapsody" - Queen: Moleque faz merda e vai choramingar para a mãe.

"Enter Sandman" - Metallica: Dorme logo, moleque do caralho.

"Esporrei na Manivela" - Raimundos: Rapaz exibe piroca no ônibus e acaba no xadrez.

"Bagulho no Bumba" - Virgulóides: Rapazes pegos com maconha no ônibus acabam no xadrez.

"Menina Veneno" - Ritchie: Tô cheirando altos padê aqui no quarto à luz do meu abajur de gosto duvidoso.

"Segura o Tchan" - É o Tchan: A moça era bonita, o rapaz a comeu em diversas posições, e embuchou a pobre. Agora dançam, ordinários.

"Rehab" - Amy Winehouse: Me deixa beber em paz, caralho!

"Lapada na Rachada" - Aviões do Forró: E toma-lhe rola, toma-lhe, toma-lhe.

"Trem das Onze" - Demônios da Garoa: Você é boa e tals, mas quero ir pra casa assistir o Cine Privê.

"Rockafeller Skank" - Fatboy Slim: Olha só o Funk Soul Brother. Olha só. Dá uma olhada no Funk Soul Brother.

"Billie Jean" - Michael Jackson: Rapaz e moça conversam com o apresentador Ratinho sobre paternidade.

"Smack My Bitch Up" - Prodigy: Toma, ordináááááááária! Dudududududupá!

"AA UU" - Titãs: Nossa, dessa vez eu quase overdosei. Parada boa, essa...!

"Give It Away" - Red Hot Chili Peppers: Saia dando pra qualquer um, Geni. Dou a maior força. Já ouviu o profeta Bob Marley?

*Com algumas informações roubadas descaradamente da comunidade "Marx de cu é Hegel".

segunda-feira, agosto 17, 2009

Eu tenho porcos no quintal

Você já ouviu a história que o Kiss teria copiado o Secos e Molhados com suas maquiagens e trejeitos? Tá, essa com certeza é balela. Mas que o Exxótica devia ter copiado um pouco melhor o Kiss, isso devia.



A banda Exxótica (não me pergunte o porquê dos dois X, deve ser numerologia) é algo como um Kiss subdesenvolvido, um hard rock oitentista feito no Brasil com todos os erros e acertos que isso pode trazer. A pérola-mor é "Porcos No Quintal", cantada pelo baixista Marcelo Rossi (é sério!), vulgo "Reverendo". Ele é o equivalente ao Gene Simmons na banda, com voz rouca e maquiagem meio que imitando um Ying Yang (ou um 69). A música é do disco "Capítulo II", de 2004. Assista, a música com certeza vai pra um lugar especial em seu coração;



Eu sei que você se apaixonou pela música, então, para os mais fanáticos pelos suínos no quintal, segue o lirismo do maestro Marcelo Rossi.

Porcos No Quintal
Composição: Daniel Iasbeck/Marcelo Rossi

Tira essa coisa daqui
Tira esse lixo daqui
Tira esse nojo daqui
Tira essa merda daqui
Tira o fedor daqui
Tira essa porra daqui
Tira essa puta daqui
Caralho!!!

Escroto!
Vadia!
Escroto!
Vadia!

Eu tenho porcos no quintal
E todos eles cheiram tão mal
Mas o que é que eu vou fazer
Se é minha merda que eles querem comer

Tira o esgoto daqui
Tira esse câncer daqui
Tira esse cancro daqui
Caralho!

Escroto!
Vadia!
Escroto!
Vadia!

Eu tenho porcos no quintal
E todos eles cheiram tão mal
Mas o que é que eu vou fazer
Se é minha merda que eles querem comer

domingo, agosto 09, 2009

Maravilhas do transporte público



Você já andou de metrô/ônibus/lotação/trem? Tenho certeza que sim. Todo mundo (menos a Paris Hilton, Stephany e pessoas assim) já andou pelo menos uma vez no espetacular transporte público brasileiro, com seu conforto delicioso, aroma de rosas e silêncio relaxante. NOT.

Eu, como pedestre que sou (prometo tirar a carta ainda esse ano, tá, Dri?), conheço bem toda a dor e delícia de se andar de ônibus, lotação, trem, metrô e adjacências, por praticamente toda a cidade de São Paulo Rock City. E, como sou um Rob Fleming frustrado, vou listar alguns dos meus maiores ódios com o transporte público que o sr. Kassab diz estar lutando pra melhorar. Rá!

1) Passageiros amigáveis e deliciosamente cheirosos - Não importa o meio de transporte, sempre tem um cara legal que vai te irritar durante todo o percurso. Os tipos mais notáveis são:
1a) Os fedidos - Especialmente na hora do rush, o cheiro de sovaco molhado impera, às vezes misturado com o inebriante aroma de peido azedo, e casualmente acompanhado com o apetitoso cheirinho de pinto sujo. O mais legal é degustá-los em ônibus lotados, quando a axila pode vir bem pertinho de seu nariz, assim fazendo a viagem se tornar uma experiência inesquecível.
1b) Os conversadeiros - Pessoas como essas podem te ajudar a ter assunto em mesas de bar, o que é um lado positivo. Mas quando a viagem é longa e irritante, a história de uma senhora e sua ida à Igreja Universal do Reino de Deus para livrar-se de todo mal pode ser um monumental chute nos bagos.
1c) Os musicais - O advento do celular com mp3 pode ter sido uma benção, tirando aqueles ringtones em midi irritantes de circulação e dando à muitos a oportunidade de ouvir sua musiquinha com seu fone de ouvido durante suas viagens. Poréééém... alguns sonham em ser DJs e querem compartilhar seus sons com o planeta. E em 99.8% dos casos, o som é péssimo. Os preferidos são funk, forró, pagode e raps da moda. Existem também os que ouvem música evangélica, mas estes oferecem a outra face, se xingados.

2) Motoristas de GTA - Em ônibus e especialmente em lotações, o motorista pode ser seu melhor amigo ou seu pior inimigo. Se você gosta de fortes emoções, recomendo pegar a lotação para a estação Belém na Av. das Cerejeiras, da Zona Norte de São Paulo. Os motoristas são Hell's Angels frustrados e dirigem seus veículos como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade não há (RUSSO, Renato; 'Pais e Filhos'; 1988). Costuram entre os carros, brecam repentinamente, buzinam a cada dois segundos e farol vermelho é para os bobos. Segure-se no seu banco e finja que está no Sky Coaster.

3) Estação Sé - Essa estação do metrô merece um número especial. A Sé, para quem não conhece, é algo como se todos os habitantes da China se reuníssem, após um belo e suado jogo de futebol, em um cubículo de 2m². Quando o trem chega, você só precisa levantar os braços: automaticamente você é levado para dentro do vagão junto com a massa fedegosa. Mas assim que estiver dentro, segure-se, ou você acaba saindo pelo outro lado. Uma vez lá dentro, prepare-se para o bate-cabeça, pois as cotoveladas são mais fortes que em um show de hardcore nos anos 80. Não esqueça de continuar segurando até chegar em sua estação de destino, que provavelmente terá 300 pessoas de Esparta na frente da porta impedindo sua passagem.

4) O vão do trem - Ah, a CPTM, como te amei no ano de 2007. Trabalhei na Lapa, e pegava o trem maravilhosamente cheio às 6 da tarde todo dia, e todo santo dia tropecei naquele imenso buraco de 3 metros entre a plataforma e o trem. Já vi gente caindo, senhoras tropeçando, torcendo o pé, gritando, e tudo mais. Enfim, trem na hora do rush é quase Jogos Mortais. Ouça RZO com "O Trem".

5) Periodicidade - Não acredite no site da SPTrans, não acredite no 156, trust no one. O seu ônibus com certeza vai demorar mais que os outros para chegar, e quando chegar, você vai estar olhando para o outro lado. A menos que você fume (se é que hoje em dia um fumante pode fumar em ponto de ônibus), se for o caso, basta você acender um cigarrinho que seu meio de transporte favorito virá te buscar! Apague o cigarro na sola do sapato e guarde de volta no maço.

E você, o que mais valoriza no maravilhoso sistema de transporte público de sua cidade?

sexta-feira, julho 24, 2009

Bota a camiseta, bota meu amor

Quando o João não tem o que postar no Ouse Ser Idiota, vem a sessão preferida de quem não tem paciência para textos longos: camisetinhas divertosas que o João gostaria de possuir!

Essa é especial, pois é para bebês. Será que até lá eu arranjo uma dessas pro meu primogênito(a)?



Se você não entende inglês (anta), a camisetinha infantil diz "Tudo que a mamãe queria era uma massagem nas costas". Pegou a piada?

domingo, julho 12, 2009

O que se passa na sua mente com as mãos ocupadas?

Quando chegamos à adolescência, as mãos nos mostram um novo mundo nunca dantes navegado. O planeta Onan, o clube da mãozinha, o cinco contra um, o combate ao guerreiro do capacete vermelho. E assim, os banhos ficam mais longos, as idas ao banheiros duram horas, as revistas aparecem coladas, a mão parece o Tony Ramos, os calos ficam difíceis de esconder. Além das inevitáveis espinhas, que atrapalham a busca do adolescente pelo sexo real. Ninguém quer um moleque cheio de espinhas com a mão calejada e pêlos esparsos deitado na cama.

Assim, o adolescente (principalmente na era pré-internet) buscava inspiração em qualquer coisa para espancar seu joystick. E os enredos são dos mais inusitados. Todo homem tem sua história vergonhosa de como bateu uma punheta se inspirando em algo acima de qualquer suspeita. Vamos mostrar alguns casos (verídicos!) de enredos esquisitos que inspiraram hoje homens de respeito a espancarem o careca.

Mãe da Magali
- A respeitável e magrela dona-de-casa que tem uma filha chamada Magali na Turma da Mônica já povoou os pensamentos de um jovem que terá seu nome preservado. A moça "adora cozinhar e vive mimando sua filha, embora reprove seu apetite exagerado", segundo a Wikipédia. O bairro do Limoeiro tem seus admiradores, e a mais lembrada por jovens que não tem uma Playboy em mãos é Tina, a adolescente goxtosinha da turma do Rolo. Mas a mãe da Magali, apesar de magrela, já deu um caldo para um solitário. Imagina se vissem a Magali na Turma da Mônica Jovem, hoje em dia nas bancas? Aliás, a foto ao lado é dela. Apesar de admirada, a senhora Magali não tem fotos na net.

Mai Tsubasa, a Change Phoenix - Apesar da fama que as japas têm de serem mais retas que uma tábua de passar roupa... a fama normalmente procede. Pelo menos no que se refere às japas do Japão mesmo. E a admirada por nosso segundo punheteiro era a popular Change Phoenix, a rosinha do super sentai mais popular da finada Rede Manchete. O que ela tinha de diferente de Sayaka, a Change "Band-Aid" Mermaid? Quase nada. Mas a mente de um onanista leva a rumos que não se deve tentar descobrir.

Todas as Spice Girls
- Essas, no meio dos anos 90, fizeram a alegria dos adolescentes. As meninas gostavam das músicas, e os meninos dos clipes, fotos, pôsteres e do ensaio de Geri Halliwell na Playboy, que inclusive saiu discretamente no meio da edição brasileira. Eram 5, cada uma com seu estilo, eram gostosas (a gente perdoa a Mel C quando acompanhada por mais 4), e usavam roupas que deixavam pouco a imaginar. Duraram pouco, mas acompanharam os sonhos masturbatórios de uma legião de moleques que, na escola, juravam odiá-las. E "2 Become 1" continua sendo uma ótima música de motel. Acreditem.

Revista Veja - Não levem a mal, a revista Veja NÃO é sexy, todo mundo sabe. Mas se você é leitor da citada revista, sabe que quase sempre na sessão "Frases" existe uma foto de uma mulher gostosa, normalmente de biquíni ou trajes apertadinhos. E se você é adolescente e não tem imaginação nem material pornográfico em mãos, um ponto é vírgula e ganha curvas.




Turma do Arrepio - Não as histórias em quadrinhos, a série que passava na Rede Manchete (santa Manchete!). A bruxinha Medéia, horrível nos quadrinhos, era interpretada por Flávia Beghin com um vestidinho curtíssimo e parte da bunda à mostra. E passava antes de Cavaleiros do Zodíaco, ou seja, era perfeito para uma sessão de relaxamento pré-cavaleiros de bronze. Seyia é o caralho, o legal era a Medéia!


Pópis, Chiquinha, Paty e o elenco feminino do Chaves - Tem louco pra tudo. Sílvio Santos apresenta o programa Chaves a 25 anos e o negócio ainda faz sucesso. Será culpa de Seu Madruga? Quico? Jaiminho evitando a fadiga? Tinha que ser o Chaves, mesmo? Não, meus amigos. A culpa é de Chiquinha, Pópís e Paty, as três meninas da série, que desfilam com saias curtinhas e sempre com as pernocas chicanas à mostra. O entrevistado preferia Paty, que também era bonitinha, mas na falta da mesma em algum episódio, passava uma Chiquinha, uma Dona Florinha, um Godinez...

Hanson - Para fechar com chave de ouro, a história mais magnífica sobre o sexo solitário assistindo Mtv. Todo mundo brincava assistindo "Garota Nacional" do Skank ou o finado Mtv Al Dente. Em um belo dia, o camarada (que não terá seu nome revelado, mas sabe bem quem é) liga a TV e vê três pequenas loirinhas tocando uma música animadinha. Ele se apaixona pela tecladista afinada e começa a se animar. Até o fim do clipe, ele já está chegando ao clímax. Após sujar a sala toda com seus fluidos corporais, Sabrina Parlatore apresenta o que ele acabou de assistir. "Taí os meninos do Hanson, com o sucesso "Mmmbop", a revelação musical deste ano. Os irmãos Isaac, Zac e Taylor..." E assim acabou o sonho dourado da girl band loirinha e foi um lapso homossexual na vida de nosso entrevistado. Pobre homem.

Como todo homem tem sua história de enredo esquisito ou fora do comum, eu vos convoco: Qual foi a inspiração mais bizarra para suas aventuras manuais? Comente e quem sabe não rola uma parte 2...

terça-feira, julho 07, 2009

Angry Video Game Nerd

Não entendo como o "The Angry Video Game Nerd" (ou AVGN) ainda não virou hit aqui no Brasil. Vamos ver se com a recomendação do Ouse Ser Idiota ele vira popstar e alguém legenda os vídeos, o Pânico copia e tira toda a graça do negócio. O personagem é vivido por James D. Rolfe, um nerd que joga games antigos criticando (com uma chuva de palavrões e escatologia) os jogos podres de antigamente. O negócio começou no Youtube, e atualmente está na ScrewAttack Entertainment.

O Nerd é um cara que está sempre puto da vida com os jogos toscos que joga e tem a boca mais suja que a Dercy Gonçalves. Assistam um dos melhores episódios, em que ele revisa o jogo "Bugs Bunny Birthday Blowout", com participação do incrivelmente irritante Pernalonga.