terça-feira, outubro 19, 2004

Rá-Tim-Bum: Euclides e as drogas


"Sóóóó... Que viagem, hein, Máscara..."


Hoje falaremos de um personagem querido das crianças brasileiras, que poucos sabiam, mas é um usuário frequente de cannabis sativa, ou maconha para os leigos. Além de muitas outras drogas. O personagem é Euclides o rapaz de cabelos vermelhos do popular Rá-Tim-Bum (antes de haver qualquer castelo ou ilha).

Só depois de adolescente percebi que a Euclides não era flor que se cheirasse. Como vi isso? Vamos às provas:

Prova A: A casa e a roupa dele. Se você prestar atenção, é uma casa de quem usa LSD. Vejam toda a psicodelia das paredes, os ângulos agudos das janelas, as escadas que não levam a lugar nenhum, e a total falta de gosto em combinar cores. Nas roupas, vale também o mau gosto para combinações, prova de que ele gosta de tudo "colorido", ou seja, na maior viagem. Ou isso, ou ele tem um gosto parecido com o do Falcão.

Prova B: Ele fala com cobra(s). É conhecido que Sssssílvia é uma cobra. Porém, ela sempre aparece na janela de Euclides para "pegá-lo". Falar com uma cobra já é estranho. A cobra querer te fazer desafios bobos, já é demais. E a cobra ter uma prima chamada Celeste, mais ainda. Claramente o garoto estava fazendo uso da erva maldita.

Prova C: Sonhos estranhos. Lembram quando ele acordava no meio da noite (com chapéuzinho de dormir e tudo, diga-se de passagem) e ia abrir a janela? Às vezes estava tudo de ponta-cabeça, às vezes estava tudo de lado, às vezes ele via à si mesmo e conversava... Podemos ver que muitas vezes Euclides acordava numa bad trip de ácido.

Prova D: Más companhias. Ele andava sempre com um sujeitinho de chapéu, conhecido apenas como Máscara, que se dizia "detetive". Esse era um maconheiro dos piores. Falava com um rato (Roy, que aliás era mais inteligente que o detetive), sempre esquecia o nome das coisas (um sintoma conhecido da perda de neurônios ocasionada pela erva de Marley), e às vezes tinha uma fome incontrolável, a popular "larica". Euclides e Máscara já foram vistos dividindo comida como esfomeados, e discutindo pois haviam 5 pedaços e eles eram apenas 2. Demoraram uma eternidade para chegar a uma conclusão, atestando novamente seu raciocínio lento, devido à maconheirice.

Mais algum relato sobre esse sujeito? Postem nos comentários, okay? Vamos desmascarar esses ídolos e suas vidas sujas.

No próximo capítulo: Professor Tibúrcio e as anfetaminas. (Ele era mó rapidinho, e tal. Era coquetel de anfetaminas com ecstasy e coca, com certeza. E era branquinho pra não deixar marcas da cheiração no nariz).

terça-feira, outubro 12, 2004

Stress, Depressão E Síndrome do Pânico

editado

Tá, não estou com nenhum dos três do título. Só com falta de tempo, falta de idéias e excesso de preguiça (é assim que escreve "excesso"?)

Uau, foi um mês sem atualizar...

Amanhã Essa semana Semana que vem, PROMETO uma atualização. Pode nem ser engraçada, mas vai ser um novo post. Aguardem. E depois, vamos ver se bato meu recorde de um mês e fico mais tempo ainda sem atualizar...

Aliás, se alguém souber me explicar, explique: Que porra de tarja é essa aí em cima, tapando o título do blog?

quarta-feira, setembro 08, 2004

Pausa Forçada Por Preguiça e Falta de Assunto



Além da maldita preguiça, temos também a popular falta de assunto. Eu gostaria de sugestões, que já venho pedindo há 3 posts e ninguém responde...

Essa atualização vai em homenagem à todos que sempre entram aqui, mas não comentam. Porém, ficam reclamando: "Pô, num atualiza nunca, filha da puta", "Vai tomar no seu cu", "Atualiza essa merda senão te dou um tiro nos cornos", "Se você não atualizar vou te comer o cu aqui mesmo, hein", e outras mensagens de carinho.

domingo, agosto 22, 2004

Todas As Músicas do Linkin Park Soam Exatamente Iguais


Você já ouviu o "Meteora"? Já, mas quando ele se chamava "Hybrid Theory", e era novidade.


Tá, não todas que são iguais. Mas para provar que a estrutura das canções é pré-fabricada por Chester Bennington & cia, ouçam essa: "Pushing Me Away" e a popular "Numb" tocadas ao mesmo tempo.

Ninguém vai ter paciência de pôr pra tocar dois rádios ao mesmo tempo, então ouçam aqui. Agora digam se não é exatamente igual?

Marcel Silveira Leite já havia nos atentado, mas poucos deram atenção... Pois é, amiguinhos, criatividade anda em falta.

Em breve, muito Azor pra vocês.

sexta-feira, agosto 13, 2004

U.D.R. - O Fundo Do Poço Do Funk Carioca

Já imaginou se as manchetes mais escabrosas do falecido Notícias Populares fossem cantadas em ritmo de funk carioca, por vozes horríveis? Pois bem, isso é mais ou menos a definição do som do U.D.R.

O U.D.R., cujo significado não faço a mínima idéia, é formado por três bobos. Professor Aquaplay, MS Barney (não seria MC?) e MC Carvão, produz pancadões calcados na música eletrônica, 100% caseiro, num estilo bem punk de fazer merda.

Drogas, morte, sexo, escatologia, retardice são o assunto das letras. Cantadas por vozes que nem surdo gostaria de ouvir. Os nomes das músicas? "Bonde da Mutilação", "Bonde da Orgia de Travecos", "Dança do Pentagrama Invertido" e "Vômito Podraço" estão entre os melhores títulos. Segue a letra do "Bonde da Orgia de Travecos"

Bonde da Orgia de Travecos (MS Barney e Professor Aquaplay)

Eu tava com meus mano lá na minha quebrada, chegou o Vanderlei e veio dar idéia errada
ele virou pra mim e fez a proposição: orgia de traveco com scat de montão

Essa é a minha vida, cheirar pó e queimar pedra, trepar com o traveco e depois fumar minha erva. Usando altas drogas e adorando o cão, pregando o satanismo e praticando a felação

Então vem nessa moçada que essa é a nova onda, faz enema no traveco e depois cê lambe a sonda. Durante a orgia rola pó e rola pinga, depois todos se injetam usando a mesma seringa

Saindo do meu trampo, o farol vou avançando, não vou ficar pra trás porque os traveco tão bombando. Tô dando vários pico, com uma pica no cu, chupando um pau preto para a glória do belzebu

Sem orgia de travecos fico triste e deprimido, com orgia de travecos viro soropositivo. Vou fazer um fist fuck entao traz a vaselina. Também traz um meião pra gente cheirar benzina.


Eu tava com meus mano lá na minha quebrada, chegou o Vanderlei e veio dar idéia errada
ele virou pra mim e fez a proposição: orgia de traveco com scat de montão

Orgia de traveco não pode deixar barato, todo mundo toma banho usando porra de macaco. Traveco cirurgião regado a cocaína, remove o meu escroto e injeta solução salina

Durante essa orgia, morderam minha bunda, depois gozei na cara de um anão que era corcunda. A orgia de travecos é uma coisa muito guet, a orgia ta rolando no avião brutal do scat

Eu tava com meus mano lá na minha quebrada, chegou o Vanderlei e veio dar idéia errada
ele virou pra mim e fez a proposição: orgia de traveco com scat de montão


Eles apontam como influências artistas como MC Tati, Rogério Skylab, Missy Elliott, RZO, De Menos Crime, Juvenile, Outkast (como Outkast? Não tem nada a ver!), Zumbi do Mato (falarei deles aqui em breve), e Wesley Willis. Lembra de nosso querido gordão Wesley Willis? Não? Vá aos arquivos da DTBS que cê acha.

Se interessou em tamanha bizarrice? Mesmo que por curiosidade, dê uma passada no site da TRAMAVIRTUAL e ouça esse som estronho e esquésito.

E fiquem ligados, que bizarrice não falta para estar em pauta na DTBS. Se tiverem sugestões tão boas como o U.D.R., poste nos comentários, please. A preguiça impede atualização mais constante. Sem assunto, então...

terça-feira, agosto 03, 2004

Los Beretta - A Volta Dos Que Não Foram, Ou A Ida Dos Que Não Vieram

Na volta pós-preguiça da Dare To Be Stupid, vamos falar dessa superbanda da qual faço parte. Los Beretta. O que fazem? O que comem? Onde vivem? Como se reproduzem? Tudo isso e mais, no post de hoje.

O Los Beretta foi formado em 2003, numa noite quente no popular Barraco do Gordo. A banda era formada em suas raízes por Bam Beretta (vocais), Berão Beretta (bateria, percussão e vocais), Jão Beretta (vocais) e Luiz Beretta (violão/guitarra/baixo/o que mais vier).

Começamos a tocar "Eu Quero Um Grelo", de autoria de Hermes e Renato. Então, compusemos uma composição própria (pleonasmo), "Bam Beretta", cuja letra se perdeu por não ter sido anotada, e só é lembrado o refrão "Bam Beretta... Bam Beretta..." Depois, fizemos uma chamada "Hímem", e foram saindo mais pérolas, "Cê Tem Bruxov", "Comi Minha Mulher", a cover de "A Velha A Fiar"...

Uma noite inesquecível para a música e para a história do rock. Infelizmente, foi a única reunião de Los Beretta, e assim estamos em pausa desde então. Luiz foi demitido (embora não tenha sido avisado disso... Se você estiver lendo isso, LUIZ, CÊ FOI DEMITIDO), e Reis Beretta foi o substituto, não tendo ensaiado com a banda até então. Berão Beretta continuou trabalhando em novas canções para o supergrupo, como "Ricky Martin" e "Ana Francisca", cuja letra você lê agora:

Ana Francisca (Berão Beretta)

Elas andava pelas ruas
Não gostava das calçadas
Muitas vezes atropelada
E morreu obliterada

Pelo caminhão
Super caminhão
De múltiplas rodas
E de alumínio
Entrou na Sabrina
Acertou bem na mina
Que voou na calçada
Decapitada
Dilacerada
Malditada safada AAAAHHHH

Ela andava pelas ruas
Não gostava das calçadas
Ela andava todas nuas
E acabou enrabada

Pelo Tião
Tião Sarobão
De múltiplas bolas
E papo de peru
Foi pra casa do Ju
O barraco do Gordo
E entrou pela porta
chapolim idiota
Que agora é a Fran (4x)

Esta é pra você, Ana Francisca!


Aguardem, em breve, a reunião de Los Berettas e a nova composição "Andolba"!

Comentem e sugiram pautas para novos posts, que meu cérebro está atrofiado, people.

sexta-feira, julho 23, 2004

Wild Weekend

Passarei o fim de semana na casa deste ser:



Ele é conhecido por Juliano Chiusoli, tem 21 anos, é gordo e não tem vergonha disso. E por incrível que pareça, é heterossexual e tem namorada. Ou é um cara que esconde bem sua boiolice.

Tá, mas uma imagem vale mais que mil palavras. Mas que viadagem, hein, Gordo?

terça-feira, julho 13, 2004

G.G. Allin: Feio, Sujo, E Cagando Todo O Lugar



No Dia Mundial do Rock, vamos falar de rock, né. Mas como a Dare To Be Stupid é bizarra, vamos falar de um ser bizarro. (Eu gostaria de frisar que não gosto das atitudes, não sou fã, nem sequer gosto do ser. Só acho interessante, bizarro, estronho...)

G.G. Allin nasceu Jesus Christ Allin 1956 na cidade de Lancaster, NH. Esse batismo foi só o começo de toda a loucura insana de G.G., que só fez crescer. Olha só: até o os dez anos de idade o garoto morou em uma cabana de madeira de duas peças, sem eletricidade ou água corrente, a quilômetros de lugar nenhum, na florestal Northumberland, New Hampshire. Seu pai dormia por vários dias, sem permitir conversa ou acender velas após o escurecer, tapando as janelas por fora com neve (Que pai, hein?). Ele também era conhecido por cavar as covas para a família no porão, xingar sua esposa, destruir as coisas de que ela gostava, e uma vez pôs fogo em sua própria cama quando ela não quis se deitar com ele. Allin desenvolveu tanto paranóia quanto egomania, e aos poucos começou a perceber o comportamento de seu pai - e também todo tipo de comportamento - como normal: "você é o que você é". Dammit, que bizarro...

Assim, G.G. acabou por tornar-se um roqueiro. Ouviu rock'n'roll no rádio de sua vó e sua vida mudou. Virou baterista. Mas seus ídolos o decepcionavam: mesmo tendo fama de bad boys, os Stones, Iggy Pop, Sex Pistols, entre outros, todos seguiam certas regras. G.G. foi mandado para uma escola especial, e seu ódio cresceu ainda mais quando foi reprovado. Em sua primeira apresentação, em um baile do colégio, ele mordeu, arrancou e destruiu a decoração do salão no meio de uma música. Os professores tentavam impedir, os alunos iam ao delírio, e assim foi.

E daí pra frente Allin foi fazendo shows com suas várias bandas de apoio, que às vezes tinham seu irmão Merle. Vivia em show, sobrevivendo com o que ganhava, às vezes até comida de cachorro e pasta de amendoim. Dormia onde dava, passava os dias onde fosse.

As músicas de G.G.? Uma mais linda que a outra: "Needle Up My Cock" (Agulhe Meu Pau), "I Wanna Piss On You" (Quero Mijar Em Você), "Fuckin' The Dog" (Comendo O Cachorro), "Abuse Me (I Want To Die)" (Abuse De Mim (Eu Quero Morrer)), entre outras... Sempre essa maravilha. As apresentações?

Os shows eram um caso à parte. G.G. chegava (de tapa-sexo e coturnos, geralmente), e logo quebrava uma garrafa na cabeça, o deixando cheio de sangue. Pegava os cacos de vidro e se cortava um pouco mais. Quase sempre mandava um barrão no palco (isso mesmo, cagava) e comia um pouco, passava um pouco em si mesmo, atirava o resto na platéia. Espancava quem estivesse perto, platéia, banda, quem fosse. Após se encher de merda, se jogava na platéia, que corria desesperada. Os shows costumavam durar no máximo 15 minutos, e acabavam sempre com polícia no local e bar destruído. O show quase sempre ia para a rua, com pessoas correndo, polícia atrás, G.G. batendo a cabeça em postes... E mais: G.G. anunciava sempre que se suicidaria no palco. Mas sempre calhava de ele estar preso (sempre estava) no dia em que ele planejava se suicidar...

Mas não foi necessário. G.G. morreu de overdose de heroína em 1993. Aí o enterro foi normal, né? NÃÃÃÃÃÃÃÃÃO... G.G. estava lá, deitadão, de cueca e jaqueta, com um microfone numa das mãos e uma garrafa de whisky na outra. Os presentes pegavam a garrafa, bebiam um pouco, faziam G.G. de marionete, desenhavam nele com pincel atômico... Esse foi o fim do ogro G.G. Allin. Um dos seres mais bizarros que já existiram...

Marylin Manson, controverso? Ora...

Se você quer ler mais sobre G.G. (descrição de seu último show, entrevista, e mais dessa mente insana e horrível) entre em A Barata. Se quiser ler letras das "músicas" dele, entre em Punk Lyrics.

Fonte: 0:< A BARATA

terça-feira, julho 06, 2004

Adote Um Mullet: Especial Sessão de Descarrego

Porque Sessão de Descarrego? Porque vou descarregar aqui toda a coleção Adote Um Mullet que ainda não foi publicada, para dar espaço aos novos mullets que virão! Estão preparados? Temos mullets pra todos os gostos, pessoal! Vamos lá...

Eu primeiro! Eu primeiro! O primeiro mullet é meu, a Beatriz "Bibi" Filipov, recordista em mullets, adotou sem eu saber. Dammit!



Eu depois, denovo! Eu, denovo! Então, meu mullet outra vez, um pouco antes, adotado por Gabi! Tava meio pequeno, mas bacana.



Esse é o mullet do Dênis Akamine, conhecido como Legal ou Furinho. O pai adotivo é o Juliano "Gordo" Chiusoli, que escreveu em um papel "Mullet" com uma setinha, mas como vocês poderão ver, não deu pra ler porra nenhuma.





Agora o segundo mullet que eu mesmo adotei, é do Léo Respectivo, lá da PUC, uma lenda entre o povo do segundo ano de Jornalismo matutino. O cara não percebeu, e vocês podem ver pela minha cara que o negócio foi bem discreto.



Esse agora acho que foi o primeiro mullet adotado, e... não é bem um mullet, mas serve. Principalmente porque esse tem pai e mãe adotivos, Renan Magalhães e Pedrão Couto. O "mulletinho" é do Paulo Henrique "Maceió" Nogueira. Quem é pai e quem é mãe? Eles que se resolvam, não tenho nada com isso...



Já que falamos do Renan, aqui ele adotou o mullet de um Motorista de Van, na volta do fracasso Ladies First.



Agora, a recordista de mullets Beatriz "Bibi" Filipov adotou o mullet de Rogério "Róger" Stuan, num puta sol do caralho.



O penúltimo mullet é o de Allan Biskier, estudante do 3º ano de Jornalismo, e o pai adotivo é Rômulo Orlandini, colega de classe do mesmo. Na época, o mullet de Allan era dos mais vastos habitando o campus I da PUC-Campinas.



E o último é o mullet japonês de Miguel Nakajima Marques, adotado por Sávio França. O mullet está bem maior atualmente, merece uma segunda adoção (assim como o de Marcel, o meu, o de Léo...) Obs. Sávio não estava bêbado na ocasião da foto (o mesmo não se pode dizer de algumas horas depois). A cara foi proposital.



Pronto, é o fim dos mullets de meu arquivo. Faltou algum? É sinal que eu não tenho a foto em meus arquivos. Se você possui um mullet adotado que não está aqui, faça o favor de mandar para jp_augusto@hotmail.com , certo?

E acabaram-se os mullets, o que significa Adote Um Mullet, só quando eu receber alguma foto! Então, sejam legais e adotem um mullet! É fácil, divertido, faz várias pessoas e vários mullets felizes, e dá ibope pro meu blog (porque as pessoas chegam aqui procurando por mullets! Ou por "filmes pornô nojentos", "vaginas", "hortolândia", entre outras pérolas que até Deus duvida que alguém procure no Google...)!

Nesse inverno,Adotem Um Mullet! E aproveitem e doem um agasalho pra ele, tadinho.

segunda-feira, julho 05, 2004



Após um período de coma de meu computador, estamos de volta. Aguardem, que o próximo post vai valer a pena.

sexta-feira, junho 18, 2004

Poesias Poéticas

por Gustavo Horwath Ramos

Camisinha É Foda!

"Camisinha é foda
Porque não entra no meu pau
Meu pau não é tão grosso
É grande, mas não tem nada a ver
Aí eu tô lá, de pau duro
Mó excitadão
Vô pôr a camisinha aí dói pra caralho
Aí eu fico nervoso, e fico fico de pica mole
Mas num tem nada não;
Porque eu tô treinando;
As Playboy do Juliano tão me ajudando
E já tô obtendo resultados.
Mas é foda.
Dói."

Gstav manda um recado para os fãs de suas poesias: "Minha carreira de poeta estava declinando, mas agora estou voltando à forma. Esperem novas poesias inspiradoras...!!!" Gstav é estudante da 8ª série, usa tênis All-Star e é Jackass (quase) profissional. Só perde pro Steve-o.

E as poesias do mestre estão acabando! Se você tem alguma pérola poética que acha que se encaixaria muito bem aqui, mande para jp_augusto@hotmail.com com nome e título que eu leio e publico, okay? Aguardo poesias bem poéticas!

domingo, junho 13, 2004

I Can't Watch This!

O filme de hoje é um clássico dos clássicos, que reassisti essa semana, e me apaixonei mais ainda. Não lembrava que ele era tão bom e engraçado quanto é... Esse filme é o Ataque Dos Tomates Assassinos.

O Ataque Dos Tomates Assassinos! (Attack of the Killer Tomatoes!), 1978
de John De Bello
escrito por John De Bello e Costa Dillon

O Ataque Dos Tomates Assassinos é o início de uma saga com tomates que matam gente, que teve quatro filme (e há rumores de um quinto vindo aí). Tudo começou em 1978...

Se você é fã de filmes trash, já deve ser familiar com esse filme, então deve estar acostumado com pessoas correndo da câmera, enquanto alguém joga tomates (normais ou gigantes de papel maché) atrás delas.
O filme conta a história de quando os tomates se revoltam e começam a... bom, matar pessoas.


Mason Dixon, herói do filme. Olha a cara do figura.


Mason Dixon (David Miller) é chamado para conter esse ataque, e com ele é recrutado um time nada normal: um especialista em mergulho (que não tira a roupa de mergulho, e sua única cena de destaque é ele mergulhando numa fonte em praça pública), uma especialista em natação (que tem o corpo da Preta Gil, e com esteróides como se fossem cereais matinais. Acaba morrendo), um especialista em disfarce (esse é o melhor! Infelizmente, acaba morrendo quando, infiltrado no acampamento dos tomates disfarçado como um deles, faz a infeliz pergunta "Passe o ketchup?") e um especialista em... Bom, um especialista. Esse é Lt. Finletter , um cara vestido de paraquedista que anda por aí arrastando seu pára-quedas (aberto) e com uma espada na mão.


Uma das cenas memoráveis do especialista em mergulho.


A repórter Lois Fairchild (Sharon Taylor) vai atrás de Dixon e Finletter, procurando informações sobre os tomates assassinos. Lois é tão feia, mas tão feia, que sua maquiagem devia incluir um saco de papel, se é que vocês me entendem. A função dela é ser "a gostosa" do filme, mas não cumpre nem um pouco seu dever.


A comida preferida da especialista em mergulho.


Jim Richardson (George Wilson) é o porta-voz do presidente que faz de tudo para provar ao mundo que os tomates são bonzinhos, e vai numa agência de publicidade tentar manipular a opinião pública. Um dos motivos colocados nos comerciais para os tomates serem apreciados pelo povo é "Tomates maiores fazem pizzas maiores"!


Infelizmente, esse foi o fim do nosso especialista em disfarces... "Passe o ketchup?"


Bom, Jim tenta matar Dixon para que sua operação a favor dos tomates continue, mas Finletter aparece com sua espada (e seu pára-quedas aberto, óbvio) e mata o Sr. Jim Richardson. Então, permanece o mistério : o que pode parar os tomates? Dixon percebe depois que os tomates são vulneráveis à chatíssima música "Puberty Love" (um hitzinho no filme, tipo um "Tô Nem Aí", uma coisa irritante que faz sucesso). Então, ele toca "Puberty Love" e depois pisa em todos os tomates, junto com uma multidão de loucos.


Finletter com a "linda" Lois Fairchild.


A repórter é então encurralada por um tomate com protetor de ouvidos (??????). Dixon mostra a partitura da música (??????²) para ele, que encolhe e morre. No fim, para dar um ar mais clichê ao filme, Lois e Dixon se apaixonam, mesmo sem terem trocado uma palavra durante o filme.


O tomatão com tapa-ouvidos, encurralando Dixon e Lois.


Curiosidade: A música "Puberty Love" foi o primeiro trabalho de Matt Cameron, que hoje é baterista do Pearl Jam! Quem diria, hein? Bizarro! Se alguém se interessar pela letra traduzida do tema (que gruda na cabeça e não sai mais) do filme e da maravilhosa "Puberty Love", é só pedir, que eu faço um post com as letras e suas traduções...


"Puberty Love", nem os tomates, nem os personagens, ninguém aguenta.


Se alguém tiver notícia de qualquer uma das três continuações em alguma locadora de Campinas, entre em contato, que eu (e muitos) estão interessados!

Fotos do site BadMovies.Org

terça-feira, junho 08, 2004

Cuspido E Escarrado

Hoje, descarregando a maioria do arquivo do Cuspido E Escarrado do ano passado, para poder dar espaço ao que há de novo, na próxima edição. Então, hoje, juntinhas, a sessão Cuspido E Escarrado e a sessão ...Mas Nem Tanto, para os nem tão parecidos assim. Vamos lá?

Vamos começar com uma que no começo estava na parte ...Mas Nem Tanto, mas foi constatado que realmente os dois são idênticos. Estou falando de Léo Lourenço e o fabuloso Gato Félix!!!



Continuando, temos uma mistura de Daniel "Doug" Akstein e Guilherme "Homer" Grigol em um só personagem. É o funga-funga do abacaxi Premonição 2... Rory Peters! (O filme é ruim, mas engraçado pra caramba!)



E por falar na semelhança de Guilherme Grigol com o personagem mais popular dos Simpsons, o que vocês acham: idênticos ou incompatíveis?



Anyways, a seguir temos a dupla inseparável do desenho Ursinho Puff. Marcos "Markito" Ferrazzo é Leitão...



... e José Marcelo Siviero, o popular , é o próprio Puff!



Um japonês que já pareceu com Dalai Lama. Estou falando de Miguel Nakajima, que quando raspava os cabelos, ficava a cara do guru!



Agora, a sessão cantoras brasileiras. Primeiramente, temos Sávio França, com seu look cabelos compridos, de 2000, ano em que ele parecia com... Gal Costa!



E Túlio Paiva, atualmente estudando História na PUC, já pareceu (ou parece?) com Maria Bethânia!



Quase terminando, temos Juliano "Gordo" Chiusoli, e sua impressionante semelhança com Preston Lacy, o gordo de Jackass.



E pra fechar com chave de ouro, a minha suposta respectividade com Tom Green, aquele que fez o pior filme do mundo, Fora De Casa. Se você tem Mtv Latina, já ouviu falar do babaca.



Se bem que eu não uso mais esse cavanhaquinho, e meu cabelo já tá bem diferente...

De qualquer forma, acharam todos bem parecidos? Algum nada a ver? Alguma sugestão? Postem nos comentários, pois no próximo Cuspido E Escarrado, só novidades!

E aguardem o descarregamento dos arquivos do Adote Um Mullet, em breve!

quinta-feira, junho 03, 2004

Filmes À Putanesca

De volta com mais sátiras porno-erótica-putarias de filmes conhecidos. Se você acha os títulos engraçados, tente assistir os filmes! É mil vezes mais engraçado! Além do nome e das tentativas de imitar as cenas, tem também as atuações maravilhosas, além, é claro, de coitos!


Babewatch
Original: Baywatch, ou S.O.S. Malibu
Traduzindo literalmente, AssistindoGatas, ou algo assim. Na versão em português, talvez um S.O.S. Malibusto, S.O.S. Malibunda, ou até o chulo S.O.S. Malibuceta. Trocadalhos do carilho que só a pornografia traz à vocês.


Barebitch Project
Original: Blair Witch Project, ou A Bruxa De Blair
Olha, esse seria O Projeto da Puta Pelada, o que foge completamente do título em português... Talvez A Bunda de Blair, ou melhor, A Buça de Blair! Não ficou ótimo? Já posso arranjar um emprego como tradutor de filme pornô! Cês já viram um daqueles em que "Oh my God" vira "Porra, que gostoso!" na legenda?


Beaver And Buttface
Original: Beavis And Butthead
Nossa. Como conseguiram fazer uma versão pornô de Beavis E Butthead? Esse eu gostaria de assistir, viu, deve ser muuuuuito engraçado... A tradução literal é Buceta e Caradebunda. Um trocadilho com isso? Putz... Minha mente não tá tããããão poluída assim pra achar um desses tão fácil.


Being With Julia Ashton
Original: Being John Malkovich, ou Quero Ser John Malkovich
Nossa, uma versão pornô desse filme deve ser muito boa!!! Afinal, Quero Ser John Malkovich é um puta filme legal!!! A tradução é meio sem graça, ficaria algo como Quero Estar Com Julia Ashton. Sem trocadilhos, nem nada. Bah.


Beverly Hills 9021-Ho! 1
Original: Beverly Hills 90210, ou Barrados No Baile
Pô, que genial transformar um "0" ("oh") em "Ho". A tradução seria Beverly Hills 9021-Puta, mas não tem graça. Traduzindo o título em português, o trocadilho genial poderia ser "Gozados No Baile", "Torados No Baile", sei lá.


Bitanic
Original: Titanic
A versão bissexual do épico do navio. Acho que nem tem uma tradução que fique melhor que o original... Já vi por aí um tal de Tetanic, sabe, relacionado à tetas, mas deve ser outro.


Blowjob Impossible
Original: Mission Impossible, ou Missão Impossível
Acho que pra quem sabe o que é um blowjob, fica claro que a tradução ficaria algo como Boquete Impossível, Chupeta Impossível, ou algo assim. Mas claro que os tradutores arranjariam um trocadilho bacana. Eu não consegui pensar em nenhum, vocês conseguem?


Boldfinger
Original: Goldfinger, o do 007
Pô, "Bold" não quer dizer "negrito"? O dedo do cara é em negrito? E isso ajuda ele em suas aventuras sexuais? Realmente, não entendi.


Boneheads
Original: Coneheads
Pra quem assistiu o original, sabe que os caras têm cabeça de cone. E "bone" é tipo "pau duro", "ereção". "Os Cabeças de Ereção" ficaria horrível. Talvez "Pirocaheads". Ou "Pauheads". Ou "qualquer outros sinônimo do órgão sexual masculino que exista-heads".


Boobarela
Original: Barbarella
Pra quem sabe que "boob" é "teta", o trocadilho do nome fica óbvio. Em português, como faríamos? Eu recomendo "Buçarella, que perde a conotação mamária, mas fica bacana, além de parecer com "muzzarela", um queijo bem bacana.


The Boobyguard
Original: The Body Guard, ou O Guarda-Costas
Se traduzirmos literalmente, fica "O Guarda-Tetas". Péssimo. Agora, o que vocês me dizem de "O Guarda-Xotas"? Hein? Hein? Tô falando, mereço um emprego de adaptador de títulos. Alguém aí precisa de um?

Ficamos por aqui hoje. Se você tem uma sugestão melhor para algum de meus projetos de títulos, é só tascar nos comentários que todo mundo vai ler, okay? Em breve, a letra C desse dicionário tããããão divertido e interessante!

terça-feira, junho 01, 2004

Bebedeira: do primeiro gole à ressaca

Acaba hoje o recesso da Dare To Be Stupid. Ocorrerão pequenas mudanças aqui, okay? Na verdade, a mudança será que não haverá mais uma ordem de sessões, tipo Azor depois de Filmes À Putanesca. Agora, será tudo postado dependendo do que eu tiver escrito e do que vocês pedirem nos comentários, beleza?

Então, vamos à um guia para você que "enche o coco" (como diria meu Tio Chico) sempre que pode.

Bebedeira: do primeiro gole à ressaca



Aqui apresentaremos todos os estágios de uma embriaguez. Desde o primeiro gole até o dia seguinte, passando pelo vômito e outras partes nojentas. Cada estágio terá uma música-tema, com letra condizente, se quiserem copiar, é só usar o amigo KaZaA.

Estágio 1 - "O Início" - O início é comum. É o estágio em que o álcool tem seu primeiro contato com o organismo do ser. Fica-se neste estágio até a primeira alteração dos sentidos.
Música-tema - "A Turma do Funil"

Estágio 2 - "I'm Happy" - Neste estágio, a pessoa, mesmo sabendo não estar bêbada, recebe uma ordem do cérebro para agir como se estivesse bêbada. É a chamada tontura, o meio-termo entre a sobriedade e a embriaguez. Nessa hora, tudo é engraçado e bacana. A pessoa se sente mais feliz e disposta a conversar, mesmo que não tenha a mínima idéia do que dizer. Nesse estágio, o indivíduo ainda tem consciência do que está fazendo, e a parada com a bebida nessa hora pode determinar a realização de uma bebedeira ou aborto da idéia. Geralmente, se a pessoa está tonta, já aproveita para ficar bêbada.
Música-tema - Garotos Podres - "O Mundo Não Pára de Girar (Por Isso Estou Tonto!!!)"

Estágio 3 - "Yuuuuupieeee!!!" - Esse é o estágio conhecido como "Tô legal". O indivíduo não admite estar bêbado nem a pau, e é aqui que começa a parte bonita da embriaguez. Aqui, o embriagado perde seus escrúpulos, sua vergonha, e talvez até suas roupas. Porque bêbado adora ficar pelado. É nesse estágio que o bêbado faz coisas que o envergonharão para o resto de sua vida. É comum também a tentativa de cópula com várias pessoas do sexo oposto, pois o bêbado nesse estágio se acha sexy, feliz e lindo.
Música-tema - Ratos de Porão - "Beber Até Morrer"

Subestágio 3a - O Subestágio em que o bêbado conta piadas. Bêbado adora contar piadas. Mesmo que não lembre do final delas.
Subestágio 3b - O Subestágio em que o bêbado compartilha histórias intímas e pessoais. Bêbado adora se abir com os outros.
Subestágio 3c - O Subestágio em que o bêbado ama todo mundo. Bêbado é um ser feliz e amável com todos. Mais que ele só os emaconhados, mas isso fica para uma outra vez.

Estágio 4 - "Vomitando Com Estilo" - O estágio mais "eca" da bebedeira. A regurgitação. Só ocorre com bêbados iniciantes ou pouco competentes. Os estilos vomitais:
a) No pé de alguém;
b) No seu próprio pé ou corpo;
c) Em algum recipiente; (Leia-se qualquer recipiente. Ex: latinha de cerveja)
d) Chão;
e) Privada ou Pia; (Ha-ha. Como se algum chegasse lá)
f) Todas as anteriores e mais alguns lugares;
Alguns bêbados param por aqui, sentindo que já passaram da conta. Já os terminais, consideram esta fase uma parte normal, e após o vômito continuam bebendo (a bebida, não o vômito)
Música-tema - Green Day - "Suffocate" ou Andrew W.K. - "Party Til You Puke"

Estágio 5 - "Dirigindo Sob Infuência" - Para muitos, o último estágio. Esse estágio somente se aplica àqueles que dirigem embriagados, por se adequarem no perfil "Quequéisso meu, eu tô legal, olha como eu ando reto... Coitado, cê acha que eu tô muito lôco? Cê num me conhece..." Pode ser o último estágio mesmo, porque provavelmente a pessoa não terá mais oportunidade de beber, a sete palmos do chão.
Se seu estilo bebâdo não é esse, pule para o próximo estágio.
Música-tema - Offspring - "D.U.I." ou Green Day - "D.U.I."

Estágio 6 e final - "The Day After" - A famosa ressaca. Bêbado que é bêbado dormiu a noite anterior com a roupa do corpo (às vezes vomitada), no primeiro local que encontrou. Ex: Sofá, Mesa de Bilhar, de pé (na verdade, provavelmente ele irá cair ao dormir, mas...isso não vem ao caso)... Nesse estágio, ocorre a famosa dor de cabeça e talvez mais vômitos. Nesse estágio o embriagado promete "Nunca mais beber". E a gente acredita.
Música-tema - Atari Teenage Riot - "Sick To Death"

Passado o Estágio 6, você está pronto para voltar para o Estágio 1! Parabéns, continue assim e talvez você se torne um alcoólatra!!!!

quarta-feira, maio 26, 2004

A Dare To Be Stupid se auto-proclama a partir de hoje em férias, recesso, greve, intermission, intervalo, ou qualquer coisa que o valha.

Daqui a umas duas semanas eu dou notícias, amiguinhos.

E lembrem-se:

Amor não existe
Azor existe




domingo, maio 23, 2004

Me Dá Um Copo D'Água

Estreou hoje, às 2 da matina, o maravilhoso programa Me Dá Um Copo D'Água, na Rádio Muda FM...

Apresentado por mim, pelo Sávio e pelo Mateus, o programa teve uma incrível seleção de músicas escolhidas pelos três e um monte de bobagem sendo descarregada pelos mesmos...

O programa pretende ter um convidado por semana, que poderá escolher três músicas (é só levar elas!). Na estréia, não houve convidado, mas se você quiser ser um, fique à vontade para comentar se oferecendo... É só combinar!

Para ouvir o programinha, é só sintonizar o 105,7 FM em Barão Geraldo, Unicamp e suas adjacências, como Jd. Sta. Genebra. Não está em nenhum desses locais no horário? Não se preocupe. Clique aqui e clique depois em "ESCUTE A RÁDIO MUDA". E pronto! Mesmo se sua conexão for discada, você consegue ouvir toda a bobeira que sairá das suas caixinhas de som!

Aguardem o programa #2, que vai ser melhor ainda que o primeiro!

segunda-feira, maio 17, 2004

Poesias Poéticas

por Gustavo Horwath Ramos

Dinheiro

"É difícil
Mas quando eu tenho dinheiro
Eu pago pra todo mundo.
Se não tenho
Tudo bem,
Porque alguém paga pra mim.
E se ninguém pagar pra mim,
Tudo bem também.
Aí eu vou lá e roubo"

Gustavo, em um momento da mais pura inspiração, recitou essa poesia em Campinas - SP, na casa do Sávio, depois de muitas cervejas. Muitas. Depois, queimou a mão na lâmpada de propósito, jogou umas baratas em algumas pessoas e se auto-flagelou com um taco de bilhar.

segunda-feira, maio 10, 2004

Filmes À Putanesca

Vamos à mais um resumo/resenha desse que é mais um clássico da pornografia cômica. O nome da obra-prima é A Fuga (Nome original, não?)

Resenha de filme : "A Fuga"

O segundo mais clássico dos filmes do Barraco do Gordo, em SP. "A Fuga" traz à tona toda a ruindade de uma produção pornográfica brasileira. Falas péssimas, atores e atrizes horríveis, cenários de 4ª categoria ... Basicamente, uma lata de merda. Mas por isso é tão cult. E hilário.

Todas as atrizes do filme têm peitos caídos, com exceção de uma que tem os peitos gordos, com estrias, o que também não é algo bonito de ser ver. Os atores também são um show à parte, fazendo caras e bocas super dramáticas.

A história da joça: Um ladrão é perseguido por um policial. O ladrão entra num helicóptero (deve ser traficante) e foge. O policial vai pra casa e conta tudo que houve para sua esposa. Ela diz "Ah, você tá muito nervoso, relaxa" e acho que vocês sabem o que acontece. Eles vão para o tapete (que deve ter sido comprado especialmente para o filme, pois solta muito pêlo nos dois, que sempre estão com vários fiapos brancos pelo corpo) e mandam ver. Os peitos da mulher são horríveis. Um nojo mesmo. Depois eles vão para a cama. A cama range pra caralho. O cara tira a camisinha para gozar, e o negócio dá uma estilingada na giromba do rapaz, que deve ter doído por uns bons dias. Um pouco de porra fica pendurado no brinco da mina. Extremamente engraçado. Depois, o policial comedor liga para um companheiro, e pede para que ele obtenha informações sobre o bandido que escapou com uma mulher lá. Todos sabemos como se desenrola a próxima cena.

Uma loira é a tal mulher. Se não tivesse os peitos horrivelmente caídos, seria a melhor garota do filme. Mas tem. O negócio ocorre normalmente, mas existem 3 detalhes nessa cena:
- A mina bate a cabeça na parede no meio da fornicação.
- O negão fica fazendo biquinho e suando como um porco. Chega a pingar. Ugh.
- Ouve-se uma voz (provavelmente da vizinha): "Cê vai apanhá!"

Agora, o grand finale. Um rapaz (no caso, o bandido) vai num barzinho, onde duas mulheres extremamente horríveis (uma gorda e uma magricela que dá dó) tomam cerveja. Nota-se ao fundo os garçons olhando para a mesa, rindo e comentando, tipo:
- "Não vai lá não que eles tão filmando um pornô, Soares!"
- "E aqueles dois monstros são as atrizes? Eca. Coitado do cara..."
Ou algo assim. Então as "minas" chamam o cara pra mesa delas. Conversa vai, conversa vem, e ele chama elas para o apartamente dele. Chegam lá, e tal, e começam a se roçar... Quando a magricela vai tirar a calça jeans do cara, o zíper emperra. Ela faz uma cara de desespero e olha para a câmera. Depois de um corte seco, o cara já está sem calças. Ouve-se uma conversa telefônica em alto e bom som. Algo do tipo "Às nove tá bom pra você? Então tá. Até lá então". "É a minha vizinha fofoqueira", justifica o cara. As conversas continuam por toda a cena. A magrela some do nada. A gordona (que usa um boné pra trás bizarro, by the way) fica chupando a piroca do cara. Ela se dá umas lapadas na cara com a manjuba do moço. Ele aplica uns tapas na cara dela. Lá pelo segundo tapa, ela segura a mão dele, é bem engraçado. A magra volta. Ela tem uma enorme moita em suas calças, parece que não apara os pêlos lá de baixo desde sempre.

Todos vão para a cama, viva! A cama, como todos os móveis dessa produção, range. Eles riem o tempo todo. É a vez da gorda sumir do nada. A câmera mostra ela vasculhando umas gavetas, achando um papel e usando toda sua veia artística de atriz pornô para dizer "Ahá, achei o que eu estava procurando! Agora ele vai se ver comigo". Os outros dois já acabaram seu coito. O rapaz está de bruços e, magicamente, apareceu uma sunguinha rosa nele. A garota que havia sumido algema uma das mãos do rapaz, que entrega a outra mão, tentando mostrar resistência com frases como "Que é isso? Peraí!". Agora a magia do cinema: na próxima cena, uma das garotas está vestida, sendo que estava pelada na anterior, a outra está pelada, e o cara de sunga. Os três vão para a delegacia vestidos assim. Fim. The End. Não é um belo final para um belo filme?

"A Fuga". Uma sessão de bom humor e gargalhadas que só brasileiro poderia nos proporcionar; Assistam, se tiverem a oportunidade! E se alguém quiser a fita emprestada, é só entrar em contato, beleza? (Embora eu duvide que alguém, além de mim, tenha coragem de assistir essa película)

-----------------------------------
Los Hermanos Em Campinas


Eu tô lá, canto direito de cima, entre as duas meninas, a de preto e a de cinza. A Gabi tava do lado...


Já foi. Sim, foi uma maravilha, um dos melhores shows que já vi, e embora "Pierrot" não tenha sido tocada, todo o resto que eu queria estava lá, além das inesperadas versões de "Sweet Child O' Mine" (com direito à dancinha e gritinho à la Axl Rose do Amarante) e da música-tema de "Armação Ilimitada". Estivemos presentes eu, Gabi, Markito, Renan e Marcel. O setlist, fotos e opinião de quem foi (leia, que eu fui, e dei opinião) você encontra na parte "shows" do site oficial.

quarta-feira, maio 05, 2004

Adote Um Mullet

Ah, o velho e bom Adote Um Mullet de volta... Hoje, pra dar uma adiantada, vou colocar não só um, mas dois mullets! Um velho e um novo, pra contrabalancear. E vou tentar continuar assim, até acabarem os velhos (se bem que nem tem tantos...)

O primeiro mullet, o mais antigo, é de Marcel Silveira Leite, o próprio filho de Azor, o quase Azor Neto. Foi o segundo mullet a ser adotado, após o do Léo. Hoje o mullet está maior e mais belo, e em breve espero poder mostrá-lo à vocês com uma foto novinha em folha. Quem adota é Róger Stuan, que em um futuro post terá seu mullet (pequeno, humilde, mas presente) adotado.



Róger adotando o mullet de Marcel


A mesma cena, de outro ângulo


O outro mullet, adotado essa semana, é de Pedro Couto, adotado por Beatriz "Bibi" Filipov. O mullet de Pedro passa bem, mas corre o risco de ser cortado em breve. E o dono do mullet nem sabe que o mesmo foi adotado, pois a foto foi tirada sem seu conhecimento. Taí, Pedrão, seu mullet tá adotado! Feliz?


Bibi adota o mullet de Pedrão sem o conhecimento do mesmo


É isso aí pessoal, em breve mais mullets, mais adotantes, e mais fotos tiradas sem os donos dos mullets saberem.

---------


Los Hermanos Em Campinas

E sexta-feira tem show do Los Hermanos em Campinas! Yeah!


Imagem tirada do blog Cara Valente


O show vai ser no Campinas Hall, no dia 7/5, e os portões abrem às 22:30! Para saber onde comprar ingressos, entra no site oficial do Los Hermanos que lá tem os pontos de venda. O preço (por enquanto) é R$ 15,00!

Se o show for parecido com o último deles, em Manaus, no dia 1/5, o setlist deve ser mais ou menos assim:

- O Vencedor
-Além Do Que Se Vê
- Retrato Pra Iaiá
- Último Romance
- A Outra
- Tá Bom
- Conversa De Botas Batidas
- Adeus Você
- Todo Carnaval Tem Seu Fim
- O Velho E O Moço
- Um Par
- Fingi Na Hora Rir
- Sentimental
- Deixa O Verão
- Do Sétimo Andar
- Quem Sabe
- De Onde Vem A Calma
- Cara Estranho
- Samba A Dois
- A Flor


Showzão! Só sinto falta de "cadê teu suín-?" e de "Pierrot", se bem que essa última é quase impossível eles tocarem. Mas tudo bem!

Eu, a Gabi, o Renan Magalhães e o Marcos "Markito" Ferrazzo já garantimos nossos lugares, corre logo comprar o seu antes que aumente o preço!