segunda-feira, abril 19, 2004

Hortolândia, Uma Cidade Em Jundiaí



Uma pequena dúvida: Jundiaí não é uma cidade e Hortolândia, outra? Não para Noel Fernandes, essa estrela musical que acaba de surgir no Brasil. Noel está lançando (tá, a budega tá aí desde 1999, mas tocou no Garagem, da Brasil 2000, só esse ano) seu CD "Serturbano Homenagem 1", ou seja, podemos aguardar pelo 2, 3... É um tiozão de talento (Infelizmente não possuo fotos, mas o pessoal do Garagem disse que ele parece uma mistura de Herman Monstro com Sandra de Sá)!

O hit single do disco é a faixa 13, "Hortolândia, Uma Cidade Em Jundiaí", que tem um clima meio New Order, meio eletrônico anos 80, cheio de tecladinhos de churrascaria e viradas de bateria desnecessárias. Podemos dizer que ele tem um talento, pois sua voz é uma dádiva dos céus. Se você quer comprovar o que digo, clique aqui e ouça a parte 1 do programa Garagem do dia 22 de março, aproximadamente aos 47 minutos de programa começará a música, com comentários dos apresentadores André Barcinski, Paulo César Martin e Álvaro Pereira Jr.

Aqui está a letra transcrita por mim, ouvindo tal programa. Há algumas interrogações na letra, pois certas palavras ditas por Noel (que tem língua presa e fala enrolado) são incompreensíveis pelo ouvido humano. Se você conseguir entender algo que não entendi, poste nos comentários que eu conserto, okay? Hortolândia!

"Hortolândia, Uma Cidade Em Jundiaí"
(Noel Fernandes)

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

Na Foto Ótica e Relojoaria
Hortolândia, Hortolândia
Eu comecei minhas compras do mês
Bastou comprar uma vez só
Para mim ficar freguês

Hortolândia!

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

Na Cine Rio
E na Loca Loca Locadora Locadora
No Pai do Sérgio e na ???
Comprei barato e qualidade
E ainda fui bem atendido

Hortolândia!

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

Lá no Troféu, e na
Marimodas Marimodas Marimodas
Na ??? e na Loja Artimanha
Comprar ali é um barato
É o freguês que sempre ganha

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

Num dia desses
Eu fui lá na "lója" em Jundiaí Jundiaí
Na Sibione, e na loja da Piro
E fiz uma compra tão boa
Que até dei um suspiro

Hortolândia!

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

E tem delícias
Lá na Pódio Pizza
Pizzaria e Ristorante
No Rei do Sul e na Banca da Gilda
De Janeiro a Janeiro
É o freguês que leva a vida

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali

Quando se compra
Lá na padaria Hortolândia Hortolândia
Onde o pãozinho está quentinho a todo instante
Na Hidráulica Palhares
Freguês é coisa importante

Hortolândia!

Horto Horto Horto Hortolândia
Uma cidade em Jundiaí (Refrão)
Comprar ali é muito bom
É muito bom comprar ali


É provável que Noel tenha cobrado uma graninha das lojas citadas na música, pela publicidade, assim ganhando mais dinheiro que com a venda de CD's. Prestem atenção nas rimas perfeitas, como a parte da banca da Gilda, e quando ele fez uma compra tão boa que até deu um suspiro. Se você quiser entrar em contato com Noel Fernandes, é só ligar:

(OXX11) 11 78495639

Em breve, ligarei para o cantor sensação para agendar uma entrevista exclusiva para a Dare To Be Stupid, aguardem.

HORTOLÂNDIA!

2 comentários:

Anônimo disse...

Galera vou disponibilizar o CD Homenagem 1 do Noel Fernandes no Rapidshare eu estava ouvindo e é sensacional, nessa época dessas bondas furrebas tipo NX Zero, Fresno, esse é o cara!!! Hahaha

Evandro disse...

Meu amigo.. sei que esse post seu é muito antigo, mas não posso deixar uma preciosidade dessas sem comentário. Então.. eu conheci essa figura pessoalmente (fique claro que isso não quer dizer que ele seja meu amigo). Na época, ele cortava o cabelinho pichaim dele em formato de cartola (sim... bizarro mas verdade).
Ainda ele lançou um jornaleto na região onde ele morava (Campo Limpo Paulista), chamado "Mundo Seturbano", e saía distribuindo o mesmo no centro de Jundiaí.
Morei na Vila Hortolândia, e hoje meus pais moram lá, mas não me recordo de nenhum desses comércios, talvez vagamente da Hidraulida Palhares.
Abraço.