segunda-feira, abril 12, 2004

Poesias Poéticas

Mais um pouco da sapiência de meu querido priminho, trazida em versos para vocês na sessão intitulada...

Poesias Poéticas
por Gustavo Horwath Ramos

Foda-se

"Quando eu quero que tudo se foda
Eu mando todo mundo se foder.
Porque todo mundo que está à minha volta
É meu amigo
E vai achar que eu tô zoando,
Que é brincadeira.
E é brincadeira mesmo,
Então
Todo mundo que se foda!"

Gustavo, 18 anos, 21 cm, é estudante, cabeça pensante, rabo peidante e muitos outros. Atualmente reside em São Paulo, e não visita o Barraco do Gordo há algum tempo, o que tem deixado todos os habitantes de tal local muitos tristes e desolados com a falta de seu Steve-O particular.

Nenhum comentário: